Vitor Hugo revela aprendizado tático na Fiorentina e se arrisca no italiano


Depois de dois anos na Fiorentina, o zagueiro Vitor Hugo está de volta ao Palmeiras. Apresentado nesta quinta-feira na Academia de Futebol, o jogador comentou sobre sua passagem pelo futebol italiano, ressaltando as diferenças para o brasileiro. O novo camisa 4 do Verdão também acredita ter evoluído tática e tecnicamente na Europa.

“Evoluí muito. Lá é muito diferente daqui, eles focam muito na parte tática, você tem que estar muito bem posicionado, se você dá um passe pro lado o treinador já te cobra. A intensidade de jogo é muito maior, não sei se pelo gramado, mas eles correm muito mais e o jogo é muito mais intenso. A parte técnica também, de buscar um passe mais forte, de dominar a bola melhor, consegui evoluir muito como jogador”, afirmou o defensor.

Perguntado sobre a língua italiana, Vitor Hugo revelou que teve dificuldade no começo, porém conseguiu aprender ao longo do tempo. O zagueiro ainda aproveitou para dizer em italiano um dos lemas mais repetidos pelos palmeirenses desde a conquista do Campeonato Brasileiro de 2018.

“Agora estou bem. No começo dei uma enroscado, soltei um “tamo runto” quando cheguei e todo mundo ficou me zoando. Mas depois, com o tempo, fui pegando. É língua latina, né? Vediamo… Chi ha di più ce l’ha dieci. Quer que eu traduza? ‘Quem tem mais tem dez’”, brincou o jogador, gargalhando em seguida.

Vitor Hugo assinou contrato de cinco anos com o Palmeiras, que pagou 5,5 milhões de euros (cerca de R$ 23 milhões) para garantir o retorno do jogador. O zagueiro já disputou 131 partidas com a camisa Alviverde e marcou 13 gols. Regularizado no BID, o defensor aguarda apenas a decisão de Felipão para fazer sua estreia no Verdão.

Especial para a Gazeta Esportiva*

O post Vitor Hugo revela aprendizado tático na Fiorentina e se arrisca no italiano apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Borja não participa de treinamento nesta quinta e permanece como dúvida para o clássico


Depois das apresentações de Henrique Dourado e Vitor Hugo, o Palmeiras realizou um treinamento na Academia de Futebol nesta quinta-feira focado na partida contra o Corinthians, no domingo, às 19h, na Arena de Itaquera. O destaque ficou para a ausência do centroavante Miguel Borja, que realiza tratamento médico e é dúvida para o clássico na próxima rodada.

O jogador colombiano sofreu um entorse no pé esquerdo na partida contra o Godoy Cruz-ARG, pela Libertadores, na última terça-feira. Borja marcou um dos gols da vitória palmeirense, porém foi substituído na segunda etapa. O clube confirmou a lesão do atacante na quarta-feira e, por isso, o atleta não foi ao gramado junto de seus companheiros. Caso não possa atuar no domingo, Deyverson deve ser escolhido como substituto.

Borja sofreu entorse no pé esquerdo na partida contra o Godoy Cruz (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Os reforços Henrique Dourado e Vitor Hugo participaram do trabalho com bola nos 15 minutos liberados para a imprensa. Na entrevista coletiva concedida pouco antes da atividade, o zagueiro afirmou que sua estreia pelo Palmeiras depende apenas de Felipão. Por outro lado, o centroavante confirmou que ainda está em fase de transição e que precisa realizar mais trabalhos com bola para poder voltar a atuar. Ambos já estão registrados no BID e regularizados para jogar.

A principal novidade do Palmeiras para o clássico contra o Corinthians deve ser a volta de Felipe Melo, que cumpriu suspensão por conta de três cartões amarelos no confronto contra o Vasco. Diferentemente da jogo contra os cariocas, Felipão deve escalar força máxima no clássico deste fim de semana.

Dentre as recentes contratações do Verdão, o único que ainda não apareceu na Academia de Futebol é Luiz Adriano. O centroavante, no entanto, não deve demorar para fazer sua estreia pelo Alviverde, já que estava em atividade na Rússia. No último fim de semana, o jogador esteve em campo pelo Spartak Moscou e está bem fisicamente.

Especial para a Gazeta Esportiva*

O post Borja não participa de treinamento nesta quinta e permanece como dúvida para o clássico apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Henrique Dourado não faz previsão para estreia e diz ser um privilégio jogar pelo Palmeiras


O centroavante Henrique Dourado foi apresentado como reforço do Palmeiras nesta quinta-feira. O jogador chega por empréstimo de seis meses junto ao clube chinês Henan Jianye e não poderá atuar imediatamente, já que se recupera de uma grave lesão na tíbia sofrida no seu ex-time.

Na entrevista coletiva, o novo camisa 27 do Verdão afirmou que ainda está em fase de transição, na qual o atleta afirmou que ainda está em fase de transição e admitiu que lhe falta ritmo e trabalho com bola para voltar a jogar, não fazendo uma previsão para sua estreia.

“Como vocês sabem, estou há quatro meses e meio sem atuar. Me encontro em uma fase de transição, voltando a ter o contato com bola, adquirindo ritmo de jogo. O Palmeiras hoje tem um staff excelente, com grandes profissionais, que têm me orientado para que eu chegue na alta performance o mais rápido possível”, disse o atacante.

“Já estamos traçando um planejamento, treinando em dois períodos, buscando estar pronto o mais rápido possível. Está me faltando ritmo e trabalho com bola, mas o staff com certeza saberá o momento”, completou.

Henrique Dourado ainda precisa recuperar-se de lesão na tíbia  (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Henrique Dourado jogou no Palmeiras em 2014, tendo feito 18 gols na ocasião e terminado como vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro daquele ano. Analisando a situação atual do clube, o atacante elogiou a melhora significativa das condições de trabalho desde sua primeira passagem, dizendo ser um motivo de orgulho atuar em um clube tão bem estruturado.

“Acho que passamos por um momento conturbado em 2014. Era um momento de reformulação que atravessamos, mas aquilo me trouxe maturidade. Eu vivi coisas importantes para minha experiência profissional. Chegar aqui e ver a estrutura que o Palmeiras se encontra, é um motivo de muita alegria para mim”, afirmou o jogador.

“Trabalhar com a estrutura do Palmeiras hoje é um privilégio. Costumo dizer que aonde o homem coloca ponto final, às vezes Deus coloca uma vírgula. Tenho muito tesão para ajudar meus companheiros e estar à disposição para ajudar meus companheiros”, adicionou.

No Palmeiras, Henrique Dourado passa a ser a quinta opção de centroavantes para Felipão. O jogador tem a concorrência de Deyverson, Borja e Arthur Cabral no Verdão. O último não conseguiu encontrar seu espaço no time desde que chegou no início do ano, já tendo recebido sondagens de outros clubes brasileiros.

Especial para a Gazeta Esportiva*

 

O post Henrique Dourado não faz previsão para estreia e diz ser um privilégio jogar pelo Palmeiras apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Vitor Hugo afirma que estreia depende de Felipão e elogia estratégia do rodízio no Palmeiras


Vitor Hugo foi apresentado na Academia de Futebol nesta quinta-feira como novo reforço do Palmeiras. O zagueiro revelou que está bem fisicamente, já que participou de boa parte da pré-temporada na Fiorentina. O novo camisa 4 do Verdão ainda afirmou que sua estreia depende exclusivamente da decisão da comissão técnica, colocando-se à disposição de Felipão.

“Eu estou em fase final de pré-temporada, porque a gente teve férias até o começo do mês. Me reapresentei na Fiorentina no dia 6 e começamos a pré-temporada. Venho de 25 dias de trabalho físico e agora estou começando a voltar para o campo. Já estou começando a treinar com meus companheiros e aí fica para o professor. Ele que vai decidir qual é o melhor momento para eu entrar”, disse o reforço.

Vitor Hugo utilizará o número 4 no Palmeiras (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Contratado por 5,5 milhões de euros (cerca de R$ 23 milhões), Vitor Hugo assinou vínculo de cinco anos e chega para ser uma das principais opções de Felipão para compor a dupla de zaga. No momento, Gustavo Gomez e Luan são titulares na defesa do Verdão, porém o defensor recém-contratado acredita que terá muitas oportunidades para mostrar seu futebol, já que a comissão técnica adota a estratégia de rodízio de escalações para as diferentes competições disputadas pelo time.

“A disputa sadia é sempre válida. No ano passado, acompanhei da Itália, o professor Felipão estava mesclando muito o time em todas as competições que tiveram. Em um jogo jogava um, no próximo jogo mudava todo mundo. É muito bacana fazer esse rodízio, porque assim todos têm a possibilidade de jogar”, analisou o zagueiro.

“Em um grupo com tanta qualidade, todo mundo tem que estar motivado. O professor está sabendo lidar bem com isso, dar oportunidade para todo mundo. Estamos chegando para somar. Para somar não, para multiplicar. Quando tivermos condição e o professor confiar na gente, vamos tentar dar nosso melhor para fazer valer a pena”, completou.

Vitor Hugo foi apresentado ao lado de Henrique Dourado, que também reforça o Palmeiras neste segundo semestre. O defensor já está regularizado no BID e pode entrar em campo pelo Palmeiras assim que Felipão decidir utilizá-lo. Além de Gustavo Gómez e Luan, o novo camisa 4 do Verdão terá a concorrência de Antônio Carlos e Edu Dracena no elenco.

O zagueiro chegou ao Palmeiras em 2015, contratado junto ao América-MG. Além de ter conquistado a Copa do Brasil no mesmo ano, formou dupla de zaga com Yerry MIna na campanha do título do Campeonato Brasileiro de 2016. Em junho de 2017, foi vendido a Fiorentina por 8 milhões de euros (na ocasião, cerca de R$ 27,5 milhões). Ao todo, possui 131 partidas e 13 gols pelo clube.

Especial para a Gazeta Esportiva*

O post Vitor Hugo afirma que estreia depende de Felipão e elogia estratégia do rodízio no Palmeiras apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva