Nos pênaltis, Mailson brilha e Sport é campeão pernambucano em cima do Náutico

Mailson pega dois nos pênaltis e Sport levanta o 42º caneco do Pernambucano de sua história (Foto: Anderson Stevens/Sport)

Se o torcedor do Sport queria emoção, então foi presenteado com expulsão, virada e decisão nos pênaltis, na Ilha do Retiro, na tarde deste domingo. Após perder por 2 a 1 no tempo normal, o Leão passou mais uma vez por cima do Náutico na final e levantou o 42º título do Campeonato Pernambucano da sua história, além de, finalmente, festejar um caneco em casa após nove anos.

Em quase uma década, o time comemorou três títulos fora dos seus domínios: dois Pernambucanos, um na Arena Pernambuco e outro no Salgueirão, e uma Copa do Nordeste, na Arena Castelão. Já em relação ao clássico contra o Náutico, o Sport não conseguiu manter o tabu de 51 anos sem perder para o Timbu em uma final, porém agora já são 12 títulos em cima do rival após ter passado nas penalidades.

Em campo, o Sport tinha a vantagem do jogo de ida, com vitória por 1 a 0, mas desperdiçou ao levar a virada por 2 a 1 dentro do tempo normal – vale lembrar que ambas as equipes jogaram com um a menos desde os dez minutos do primeiro tempo. Nas penalidades, Mailson pegou duas cobranças e o Sport pôde comemorar o título em casa, com destaque, ainda, para o goleiro Magrão, no banco de reservas: ele se tornou, neste domingo, o maior campeão na história do clube com dez títulos no currículo.

O Sport confirmou o caneco após uma campanha de sete vitórias e duas derrotas, na liderança da competição, atrás justamente do Náutico, com 19 (6V, 1E e 2D). A última conquista estadual do Leão foi em 2017.

O jogo

Primeiro tempo: expulsões e gols

Guilherme abriu o placar na Ilha do Retiro para o Sport (Foto: Anderson Stevens/Sport)

O início do jogo na Ilha do Retiro foi truncado, sem ligações e com alguns estranhamentos entre jogadores, visivelmente nervosos com a decisão. Em uma dessas investidas, com apenas 11 minutos de bola rolando, Hernane Brocador e Suéliton foram expulsos, deixando cada equipe com dez desde o começo da partida. Aos 15 minutos, pênalti marcado em cima de Guilherme, que foi derrubado pelo goleiro dentro da área. Ele mesmo cobrou e abriu o placar para a alegria dos presentes. Vantagem de 2 a 0 para o Sport, contando a vantagem na ida.

Após o tento, o Sport se fechou e começou uma sequência de faltas que distribuiu alguns cartões amarelos para a equipe, com algumas poucas investidas do Timbu para tentar chegar ao gol. Aos 31, boa oportunidade com Ronaldo, que arriscou de longe e Bruno defendeu.

O bom momento dos donos da casa foram parados, porém, com um gol do Náutico, que chegou aos 39 minutos com Diego Silva. Ele ganhou a bola em um carrinho, reclamado pelos torcedores adversários, chutou de fora da área e a bola desviou em Danilo Pires, enganando Mailson. O final da primeira etapa foi quente com seus nove minutos de acréscimo: Wallace Pernambucano mandou uma bomba na trave.

Segundo tempo: virada do Náutico e estrela de Mailson

No retorno do intervalo, jogo tenso, principalmente para o lado do Náutico, que ainda necessitava de dois gols para levar o título. Ainda assim, era o Sport quem cometia alguns erros, permitindo algumas chegadas do Timbu. A partida permaneceu truncada e a primeira chance, ainda que não tão perigosa, veio aos 18 minutos, com chute de Leandrinho por cima do gol.

Os visitantes seguiram tocando a bola, tentando encontrar espaços para infiltrar e conseguir o segundo gol, ação que perdurou durante grande parte dos 45 minutos finais. O técnico Márcio Goiano até tentou algumas modificações, como a entrada de Rafael Oliveira, por exemplo, porém, nada feito. Aos 34, Leandrinho teve uma boa oportunidade, mas a bola foi desviada para fora.

Enfim o espaço foi conquistado! Aos 36 minutos Jorge Jiménez recebeu cruzamento de Herede, entre dois marcadores do Sport e mandou para o fundo das redes, virando a partida e, até então, levando a decisão para os pênaltis. Juninho recebeu na direita, aos 45, e quase empatou a partida ao chutar para defesa de Bruno.

Com o resultado, a decisão foi para os pênaltis. Nas cobranças, o Náutico fez com Wallace Pernambucano, Jorge Jiménez e Hereda, enquanto Rafael Oliveira e Diego pararam em Mailson. Para o lado do Sport, Elton, Norberto, Rafael Thyere e Ronaldo converteram.

FICHA TÉCNICA
SPORT 1 (4) X (3) 2 NÁUTICO

Local: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data: 21 de abril de 2019 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (FIFA-SC) e Alessandro Álvaro Rocha de Matos (FIFA-BA)
Cartões amarelos:
Luan, Adryelson, Leandrinho e Ronaldo (Sport); Diego Silva, Hereda e Jorge Jiménez (Náutico)
Cartões vermelhos: Hernane Brocador (Sport) e Suéliton (Náutico)
Gols:
SPORT: Guilherme, aos 17 minutos do primeiro tempo; NÁUTICO: Diego Silva, aos 39 minutos do primeiro tempo, e Jorge Jiménez, aos 36 do segundo tempo.

SPORT: Mailson; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; Ronaldo, Charles e Guilherme (Leandrinho); Ezequiel (Juninho Piauiense), Luan (Elton) e Hernane
Técnico: Guto Ferreira

NÁUTICO: Bruno; Hereda, Diego Silva, Suéliton e Assis; Josa, Luiz Henrique e Danilo Pires (Jorge Jiménez); Robinho (Nahuel Cisneros), Thiago (Rafael Oliveira) e Wallace Pernambucano
Técnico: Márcio Goiano

O post Nos pênaltis, Mailson brilha e Sport é campeão pernambucano em cima do Náutico apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Cearense e outros estaduais conhecerão campeões neste domingo

Campeonatos estaduais Brasil afora, como o Cearense, acabam neste domingo (Foto: Divulgação/CSC)

O domingo chega recheado de grandes decisões estaduais Brasil afora. Pelo Campeonato Cearense, Ceará e Fortaleza se reencontram no segundo jogo da final na Arena Castelão, às 16h (de Brasília), com vantagem de 2 a 0 conquistada pela equipe de Rogério Ceni no último final de semana.

O resultado dá a vantagem do Fortaleza perder por um gol de diferença. Para a partida, o técnico não poderá contar com o atacante Júnior Santos, artilheiro tricolor com dez gols na temporada, expulso no primeiro confronto. O nome mais cotado para substituir o jogador é Dodô.

Do outro lado, o Ceará precisará de muito foco e determinação para furar a defesa adversária, que não toma dois gols desde 24 de fevereiro, no empate contra o Bahia, pela Copa do Nordeste. Para passar direto, os comandados de Lisca precisarão marcar três, algo que não acontece com o Fortaleza desde setembro de 2018. Porém, pelo lado do alvinegro, as estatísticas também são animadoras: o Ceará superou sete adversários com dois ou mais gols de diferença neste ano. Nessa missão, Lisca não poderá contar com Thiago Carletto, também expulso.

Outros estaduais

O Campeonato Catarinense chega ao fim com a partida única entre Avaí e Chapecoense neste domingo, às 16h (de Brasília), na Ressacada. As grandes novidades são as ausências de Rildo e Victor Andrade pelo lado da Chape, porém, Aylon é um dos cotados para entrar no ataque – ele fez o gol da vitória da equipe diante do Corinthians na Copa do Brasil no meio da semana. Caso a partida termine em empate no tempo normal, a decisão irá para os pênaltis.

Viajando para o nordeste do país, o Campeonato Baiano terá seu episódio final também às 16h (de Brasília) e os protagonistas são Bahia de Feira e Bahia, que se encontram na Arena Fonte Nova. Com o empate em 1 a 1 da primeira partida, quem vencer neste domingo levanta a taça – um novo empate obriga a cobrança das penalidades. O Bahia de Feira não poderá contar com Gabriel Bispo dos Santos, expulso na ida.

Ainda nesta parte do mapa brasileiro, o Sport recebe o Náutico no segundo jogo da final do Campeonato Pernambucano, na lotada Ilha do Retiro, às 16h. A vantagem de 1 a 0 do Sport na ida dá um pouco de tranquilidade, jogando pelo empate. Para ficar com o caneco, o Náutico precisa vencer por dois gols de diferença.

Outro estadual que agita o domingo é o Campeonato Goiano. Com o placar de 3 a 0 na ida, o Atlético-GO vai com grande vantagem até o Estádio Olímpico para enfrentar um Goiás sedento pela revanche – são necessários quatro gols de diferença para conquistar o título. A única baixa do Esmeraldino segue sendo, provavelmente, Léo Sena.

O post Cearense e outros estaduais conhecerão campeões neste domingo apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Atlético-GO próximo do Goiano e Bahia sofrendo no Baianão: o resumo dos Estaduais

No primeiro jogo da decisão dos Estaduais, muito equilíbrio. Porém, alguns times deram um passo importante para serem campeões no próximo domingo. Os campeonatos Paulista, Carioca, Mineiro, Gaúcho, Baiano, Goiano, Paranaense e Pernambucano, têm times em vantagem, mas, com exceção de Flamengo, Atlético-GO e Sport, estes encaminhados para erguer a taça, nenhuma das outras equipes está com folga.

São Paulo e Corinthians não saem do zero no Morumbi

O encontro de ida entre São Paulo e Corinthians no Estádio do Morumbi, acabou ficando no 0 a 0. O resultado deixa a decisão em aberto, pois, quem vencer, será campeão paulista. A partida em si não teve grandes lances de emoção, com o Timão se defendendo, mas arriscando mais em relação ao jogo com o Santos.

O Tricolor, por sua vez, perdeu a oportunidade de abrir uma boa vantagem. Vencer em casa, era fundamental para as pretensões do time comandado por Cuca. Agora, só o triunfo interessa no próximo domingo, na Arena, em Itaquera, às 16h00 (horário de Brasília).

São Paulo e Corinthians ficaram no empate sem gols no Estádio do Morumbi (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Flamengo com a mão na taça no Rio de Janeiro

Após um primeiro tempo equilibrado, o Flamengo fez valer a superioridade do seu elenco, e venceu o Vasco, no jogo de ida por 2 a 0, com dois gols do atacante Bruno Henrique. O resultado dá ao Rubro-Negro uma vantagem considerável, pois, pode perder por até um gol de diferença, no próximo domingo, no Maracanã para se sagrar campeão carioca. A partida de ida, foi disputada no Nilton Santos.

Bruno Henrique foi decisivo na vitória do Flamengo por 2 a 0 contra o Vasco (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Cruzeiro sai na frente do instável Galo

Após a goleada para o Cerro Porteño, o Atlético-MG resolveu agir e trocar o comando técnico. Sem Levir Culpi, o time entrou em campo contra o Cruzeiro, na primeira final do Campeonato Mineiro. Porém, a Raposa, com equipe bem melhor e apresentando um futebol mais consistente em relação ao rival venceu por 2 a 1.

Contudo, o Galo joga por uma vitória simples na próxima partida marcada para o próximo sábado, às 16h30 (horário de Brasília), no Independência, em Belo Horizonte. O Atlético, como fez melhor campanha, pode ter dois resultados iguais na soma da finalíssima.

Cruzeiro saiu na frente do Galo na final mineira (Foto: Denis Dias/Gazeta Press)

Gre-Nal parelho sem gols no Beira-Rio

Se em anos anteriores, o Grêmio era um time superior ao Internacional, a situação se equilibrou desde o ano passado. Neste domingo, no Beira Rio, o placar não se movimentou e a decisão fica bem aberta na próxima partida, que será na Arena.

Gre-Nal ficou zerado no Beira Rio e decisão vai para a Arena (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Bahia sofre no Baianão e decisão está aberta

No Estádio Joia da Princesa, o Bahia, agora comandado por Roger Machado ficou no empate em 1 a 1 com o Bahia de Feira. No entanto, poderia ter perdido, pois viu o adversário jogar muito bem, fazer 1 a 0 e controlar bem as ações. Porém, já nos últimos minutos, Rogério marcou e definiu o empate, que pode ser importante ao Esquadrão.

O VAR trabalhou na partida, ao anular um gol a favor do Tremendão. Quem vencer o duelo da Fonte Nova, no próximo domingo, às 16h00 (horário de Brasília) será campeão baiano de futebol.

Atacante Rogério salvou o Bahia nos minutos finais diante do Bahia de Feira (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Dragão amassa Esmeraldino e se aproxima do título

Depois de ser eliminado pelo Santos na Copa do Brasil, o Atlético-GO se reabilitou na final do Campeonato Goiano, ao bater o Goiás por 3 a 0, no Estádio Olímpico. O resultado deixa o time bem próximo do título estadual e complica o Esmeraldino.

Atlético-GO dominou e fez 3 a 0 na primeira final contra o Goiás (Foto: Reprodução/Twitter/Atlético-GO)

Aspirantes do Athletico perdem para o Toledo na primeira final

O Athletico Paranaense usou em todo o Estadual o time reserva ou aspirante. Na final, não foi diferente. Com a equipe B, o Furacão perdeu por 1 a 0, gol de Fandinho, aos 47 minutos do segundo tempo, no Estádio 14 de Dezembro. Se quiser sair com o bicampeonato, o time precisa vencer na Arena da Baixada. O Porco joga por um empate.

Athletico precisa vencer na Arena da Baixada para sair com o bicampeonato Paranaense (Foto: Reprodução/Twitter/AthleticoPR)

Sport vence Náutico nos Aflitos e tem título encaminhado

Nos Aflitos, o Sport bateu o Náutico por 1 a 0, com gol solitário de Ezequiel. Com a vitória, o time comandado por Guto Ferreira joga na Ilha do Retiro por apenas um empate, que garantirá o 42º título do Campeonato Pernambucano. O Timbu não tem outra alternativa que não seja a vitória.

Sport está próximo do título pernambucano (Foto: Anderson Stevens/SCR)

O post Atlético-GO próximo do Goiano e Bahia sofrendo no Baianão: o resumo dos Estaduais apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Sport vence Náutico nos Aflitos e abre vantagem na final do Pernambucano

O Sport saiu na frente no Clássico dos Clássicos que decide o Campeonato Pernambucano. Neste domingo, pelo jogo de ida no Estádio dos Aflitos, o Leão da Ilha do Retiro visitou e venceu o Náutico por 1 a 0, com gol solitário de Ezequiel no final do segundo tempo.

Com a vitória nos Aflitos, o Sport joga na Ilha do Retiro precisando de um empate para ser campeão pernambucano pela 42ª vez, aumentando ainda mais a vantagem para o Santa Cruz, que tem 29 estaduais. Com 22 títulos até agora, o Náutico precisa vencer fora de casa para não acabar com o vice-campeonato.

O jogo

O Sport joga pelo empate na Ilha do Retiro (Foto: Anderson Stevens/SCR)

Os primeiros 45 minutos da final não tiveram gols, mas muitas chances perdidas principalmente pelo Sport. Na primeira delas, aos 11 minutos, Luan recebeu cruzamento na área livre de marcação, mas finalizou de bico para fora. Pouco depois, aos 20, Hernane ajeitou de letra para Charles finalizar para fora.

Já nos acréscimos, os dois times perderam chances de ouro de sair na frente. Aos 46 minutos, após falha grosseira da defesa do Leão, Thiago dominou na entrada da área e finalizou fraco para defesa tranquila de Maílson. No minuto seguinte, Charles dominou no peito quase na pequena área, mas finalizou por cima e lamentou muito a chance desperdiçada.

Depois do intervalo, o Sport foi o primeiro a levar perigo. Logo aos cinco minutos, Norberto finalizou cruzado e Bruno defendeu com o pé direito. No sequência, a defesa do Náutico se complicou ao tentar afastar e Hernane finalizou sem perigo. Mais tarde, aos 29 minutos, Bruno fez grande defesa e evitou que Juninho abrisse o placar.

Depois de dominar o jogo nos Aflitos, o Sport conseguiu abrir o placar aos 35 minutos do segundo tempo. Após chute de longe de Juninho com defesa de Bruno, Sander pegou rebote e serviu Ezequiel, que finalizou para marcar o único gol do jogo e decretar a vitória rubro-negra na casa do Náutico.

O post Sport vence Náutico nos Aflitos e abre vantagem na final do Pernambucano apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Sport e Náutico se enfrentam pela final do Pernambucano

Sport inicia final fora de casa (Foto: Divulgação/Sport)

Na grande final do PernambucanoNáutico e Sport se enfrentam para definir o campeão da competição. A primeira partida será neste domingo, nos Aflitos, com mando do Timbu, às 16h (de Brasília).

Um dos jogadores mais experientes do elenco do Náutico, o lateral-esquerdo Assis comentou sobre a força do ataque do Náutico, que já marcou 40 gols nesta temporada. Para ele, a equipe funciona como um todo e não deixou de lembrar o papel importante que todo grupo faz quando não está com a posse da bola.

“Não é só o ataque em si. O Náutico vem desenvolvendo um ótimo trabalho na defesa. Nos últimos dez jogos só tomou três gols, pois o pessoal da frente vem ajudando, forçando a marcação no campo do adversário. Isso está sendo bem trabalhado e é só dar sequência”, disse o jogador.

Do outro lado, o técnico Guto Ferreira analisou a equipe do Náutico e espera uma partida equilibrada fora de casa. “O Náutico é uma equipe madura, conta com jogadores experientes e vive um bom momento. O grupo comprou a ideia do treinador, assim como a gente tem conseguido propor aqui. Tem também uma transição rápida e é uma equipe que joga forte e duro”, disse o comandante.

O post Sport e Náutico se enfrentam pela final do Pernambucano apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Visando título Pernambucano, Luan acredita que Sport pode surpreender nos Aflitos

Após um 2018 para esquecer, o Sport vem se reestruturando em 2019 e chegou à decisão do Campeonato Pernambucano com a melhor campanha do Estadual. Neste domingo, o Rubro-Negro começa a disputa da final contra o Náutico, jogando fora de casa, nos Aflitos.

Novo reforço do Leão da Ilha para a temporada, o atacante Luan contou à Gazeta Esportiva sobre os preparativos para a final, a expectativa da disputa nos Aflitos neste domingo e o trabalho de Guto Ferreira, recém-chegado no comando da equipe.

Luan busca sétimo título da carreira; neste Pernambucano, o atacante anotou três gols (Foto: Anderson Stevens/Sport)

“Eu cheguei um pouquinho depois do início do ano e encontrei o time ainda se entrosando. Foi um pouco difícil no começo para conhecer os outros dentro de campo, mas a rapaziada é muito boa, todo mundo é amigo e isso facilita bastante”, comentou o atacante, com passagens por Palmeiras, Cruzeiro e América-MG.

Fazendo companhia a Hernane, artilheiro do Pernambucano com nove gols, e Ezequiel, Luan participa do melhor ataque do Estadual, com 28 gols marcados em 11 partidas, média superior a 2,5 por jogo. Já entrosado ao sistema ofensivo, o atacante explicou o que está dando certo no ataque do Sport.

“Não tem vaidade, estamos procurando buscar o companheiro melhor colocado na área para passar a bola. O time está sendo muito bem montado”, comentou. “O Guto quando chegou aqui me chamou de cara para conversar, perguntou como eu estava fisicamente e disse que faltava um jogador que segurasse a bola lá na frente. Como nosso time é muito rápido, com a característica de ir para cima, a bola estava batendo e voltando muito rápido e isso não estava dando equilíbrio à equipe”, revelou o atacante.

Sport joga nos Aflitos pela primeira vez desde 2012 (Foto: Anderson Stevens/Sport)

Responsável por dar uma nova cara ao Sport, o experiente Guto Ferreira assumiu o clube após uma passagem relâmpago de Milton Cruz, que se demitiu em fevereiro após apenas sete jogos na beira do campo. Com o novo comandante, a equipe está invicta e tem uma estratégia para enfrentar o Náutico.

“A gente tem que saber marcar a equipe deles, que é muito leve, que procura atacar bastante, sair bastante em contra-ataques rápidos. Então se a gente souber matar essa jogada deles de contra-ataque, eu tenho certeza que nós conseguiremos surpreender”, destrinchou Luan.

Desde 2012 sem jogar nos Aflitos, o Sport reencontra o rival com uma lembrança ruim do estádio. Na última partida realizada na casa do Alvi-Rubro, o Náutico venceu por 1 a 0 na última rodada do Campeonato Brasileiro e decretou o rebaixamento do Leão da Ilha para a série B.

Veja também: Hernane dá a volta por cima e comemora boa fase no Sport

Sem se intimidar com o estádio rival, Luan concluiu confiante: “a gente sabe que vai ser um caldeirão, a torcida deles vai inflamar bastante também. O time do Náutico é bom, então o caminho é manter a calma, entrar equilibrado que acredito que temos grande probabilidade de sair com uma vitória lá”.

*especial para a Gazeta Esportiva

O post Visando título Pernambucano, Luan acredita que Sport pode surpreender nos Aflitos apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Presidente do Náutico confirma final do Pernambucano nos Aflitos

Torcida do Náutico deve lotar o seu estádio no próximo domingo (Foto: Reprodução/Twitter)

A partida de ida da final do Campeonato Pernambucano, entre Náutico e Sport, será realizada no Estádio dos Aflitos. Após rumores de que a decisão poderia acontecer na Arena de Pernambuco, o presidente do Náutico, Edno Melo, confirmou que o palco será o estádio do Timbu.

“O jogo realmente será nos Aflitos. A torcida não queria ir para a Arena e não chegou uma proposta oficial de fato. Então vamos fazer em casa. Nós arrumamos nossa casa todinha, voltamos para ela e vamos jogar em casa essa final”, disse.

A realização da final na Arena de Pernambuco era cogitada pelos dirigentes sobretudo pela questão financeira. Isso pois, caso fosse acertada a mudança, os clubes receberiam uma bonificação.

Dessa forma, a primeira partida da final será realizada no dia 14 de abril, no Estádio dos Aflitos, e a segunda, no dia 21, deve ocorrer na Ilha do Retiro.

O post Presidente do Náutico confirma final do Pernambucano nos Aflitos apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva