Chape renova contrato do volante Tharlis até o fim de 2021

Revelado nas categorias de base, Tharlis está de contrato renovado com a Chapecoense. O acordo foi concretizado nesta terça-feira e o volante de 21 anos de idade defenderá o clube até o fim da temporada de 2021.

“Muito feliz com a renovação de contrato com a Chapecoense até dezembro de 2021! Ano mais do que especial por ter saído da base e estreado no profissional, e agora continuando a escrever minha história aqui, onde comecei como torcedor na arquibancada. Agradeço ao clube pela confiança, aos meus companheiros e meus empresários da Lifepro por todo apoio. Vamos em frente”, conforme publicado por sua assessoria.

Tharlis foi revelado pelas categorias de base da Chape (Foto: Márcio Cunha/ACF)

Tharlis ganhou destaque no início deste ano, ainda sob o comando de Claudinei Oliveira, que o colocou em campo nove vezes (sete pelo Catarinense, uma pela Copa do Brasil e uma pelo Campeonato Brasileiro). Após a chegada de Ney Franco, porém, o volante somou apenas uma aparição.

Com ou sem Tharlis, a Chapecoense se prepara para o duelo contra o Cruzeiro, no domingo, pela sexta rodada do Brasileirão 2019. Em Belo Horizonte, a bola irá rolar a partir das 19h (de Brasília). O time catarinense ocupa a 16ª colocação da tabela de classificação, com quatro pontos ganhos até o momento.

 

O post Chape renova contrato do volante Tharlis até o fim de 2021 apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Bruno Pacheco evita lamentar derrota e cobra trabalho na Chape

Lateral falou com a imprensa após nova derrota do time condá (Foto: Reprodução/TV)

A Chapecoense perdeu para o Fortaleza na Arena Condá, por 3 a 1, e chegou ao quarto jogo consecutivo sem vitória na Série A do Campeonato Brasileiro. De acordo com o lateral Bruno Pacheco, o revés deste domingo ficou por conta das falhas individuais dos comandados de Ney Franco.

“Complicado, tomamos gol em falhas individuais. O primeiro gol foi uma infelicidade minha, dominei a bola e ela escapou um pouco. Se o primeiro tempo acaba 1×0, seria diferente. Fica complicado buscar o resultado jogando atrás no placar”, afirmou ao Premiere.

Ainda assim, o defensor evitou lamentar a derrota para o time de Rogério Ceni e compreendeu os protestos dos torcedores presentes no estádio catarinense.

“A torcida cobra mesmo, está no seu direito, basta a gente chamar a responsabilidade e assumir. Não adianta lamentar. Temos a semana inteira para trabalhar e corrigir os erros”, finalizou.

O post Bruno Pacheco evita lamentar derrota e cobra trabalho na Chape apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Fortaleza consegue virada e faz 3 a 1 para cima da Chapecoense

Neste domingo, pela quinta rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, o Fortaleza saiu atrás no placar, mas buscou a virada em grande estilo diante da Chapecoense. Em plena Arena Condá, o Tricolor do Pici fez 3 a 1 para cima dos mandantes e conquistou sua segunda vitória na competição nacional. Os gols do embate foram anotados por Rildo, em favor dos catarinenses, além de Marcinho (duas vezes) e Osvaldo, para os visitantes.

A vitória deixou os comandados de Rogério Ceni com seis pontos na tabela de classificação, em campanha de dois triunfos e três derrotas. Por outro lado, o clube catarinense segue com quatro pontos, em sinal de alerta com relação à zona de rebaixamento.

Enquanto o Fortaleza volta suas atenções para a Copa do Nordeste, competição na qual o Tricolor do Pici enfrenta o Botafogo-PB, às 21h30 (horário de Brasília) desta quinta-feira, a próxima partida da Chapecoense será pela sexta rodada do Brasileirão. O time condá visitará o Cruzeiro no domingo seguinte, às 19h00, buscando se recuperar na competição.

Marcinho foi grande nome da partida: dois gols e uma assistência (Foto: Liamara Polli/Gazeta Press)

Chape marca no início do primeiro tempo e Fortaleza acorda após o gol

A Chapecoense começou levando perigo ao gol de Felipe Alves logo aos sete minutos da etapa inicial. Após arrancada, o atacante Everaldo desbancou a marcação de Quintero, pisou na área e finalizou firme, mas o goleiro do Fortaleza efetuou a defesa. Cinco minutos depois, no entanto, o time da casa balançou as redes.

O mesmo Everaldo arrancou pela direita e cruzou na medida para Rildo. Livre de marcação, o atacante só teve o trabalho de completar para as redes e inaugurar o marcador.

A partir do gol, o Fortaleza melhorou na partida. Buscando o empate, os comandados de Rogério Ceni levaram perigo com Edinho, Marcinho e Edinho novamente, mas a Chape conseguiu segurar o ímpeto ofensivo adversário.

Logo após a primeira substituição de Ceni na partida, sacando Júnior Santos e colocando Romarinho em campo, o Fortaleza deixou tudo igual. Wellington Paulista recebeu passe de Edinho pela lateral e tocou para Marcinho, que fez o 1 a 1.

Gol de cobertura sem querer e tento de Osvaldo selam a partida

Depois de 16 minutos de tentativas de ambas as equipes, o Fortaleza foi capaz de ‘matar o jogo’ em dois lances. Após lançamento de Juninho, Marcinho se enrolou com a bola e, cara a cara com Tiepo – além da forte marcação -, tentou o chute forte. No entanto, o centroavante errou a finalização e a bola bateu em seu joelho, encobrindo o goleiro rival e colocando o Tricolor do Pici à frente do marcador.

Após a confirmação do VAR, os visitantes fizeram o terceiro em sequência. Marcinho fez a arrancada e serviu Osvaldo, que havia acabado de entrar no confronto. O atacante recebeu por entre a defesa da Chape e tocou na saída de Tiepo: 3 a 1.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 1 x 3 FORTALEZA

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)
Data: 19 de maio de 2019 (Domingo)
Horário: 16h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Daniel Luis Marques (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Cartões amarelos: Caíque Sá (Chapecoense); Wellington Paulista (Fortaleza)
Gols: CHAPECOENSE: Rildo, aos 12 minutos do primeiro tempo. FORTALEZA: Marcinho, aos 37 minutos do primeiro tempo e aos 17 do segundo tempo; Osvaldo, aos 19 minutos do segundo tempo.

CHAPECOENSE: Tiepo; Caíque Sá (Bryan), Gum, Rafael Pereira e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo e Augusto (Lourency); Rildo, Everaldo e Régis (Arthur Gomes)
Técnico: Ney Franco

FORTALEZA: Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Felipe, Juninho, Edinho (Osvaldo) e Marcinho (Marlon); Wellington Paulista e Júnior Santos (Romarinho)
Técnico: Rogério Ceni

O post Fortaleza consegue virada e faz 3 a 1 para cima da Chapecoense apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Chape e Fortaleza fazem duelo pela parte de baixo da tabela no Brasileiro

Após sequências duras nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, Chapecoense e Fortaleza fazem confronto direto pela parte de baixo da tabela, neste domingo, às 16h (horário de Brasília), pela 5ª rodada do torneio nacional.

Com quatro e três pontos na classificação, respectivamente, Chape e o Tricolor precisam pontuar para se manter fora na zona de rebaixamento. As duas equipes somam apenas uma vitória no Brasileirão, ambas jogando em casa. Apesar de estar na segunda parte da tabela, os catarinenses estão invictos na Arená Conda, com uma vitória contra o Internacional e um empate frente ao Athletico-PR.

Chape busca manter invencibilidade em casa (Foto: Márcio Cunha/ACF)

Já eliminada da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana, a Chape teve a semana livre para treinamentos após derrota para o Flamengo no Rio de Janeiro. “Enfrentamos equipes difíceis. Na somatória dos jogos, fizemos duas boas partidas, mas faltou pouco pra gente trazer pontuação, vitória ou pelo menos um ponto. Agora temos que fazer o dever de casa para depois sair fora novamente para mais um jogo difícil”, explicou o zagueiro Gum.

Em relação ao time que perdeu no Maracanã, Ney Franco deverá promover as entradas de Caíque Sá, Elicarlos e Rildo nos lugares de Bryan, Alan Ruschel e Renato.

Rogério Ceni pode fazer alterações na equipe para o domingo (Foto: Divulgação/Fortaleza)

Já o Fortaleza, teve pouco tempo para se recuperar do confronto com Athletico-PR pelas oitavas de final da Copa do Brasil na quinta-feira. A equipe comandada por Rogério Ceni vem de maratona com jogos da Copa, do Brasileiro e da Copa do Nordeste.

O Tricolor do Pici não treinou na sexta-feira e a equipe ainda é uma incógnita. Mesmo sem definição, Ceni declarou: “é um concorrente direto com a gente. Temos de ir lá e trazer pontos de Chapecó contra Chapecoense”.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE X FORTALEZA

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)
Data: 19 de maio de 2019 (Domingo)
Horário: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes:  Daniel Luis Marques (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

CHAPECOENSE: Tiepo, Caíque Sá, Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo e Augusto; Régis, Everaldo e Rildo. Técnico: Ney Franco.

FORTALEZA: Felipe Alves; Gabriel Dias, Roger Carvalho, Quintero e Carlinhos; Felipe, Juninho, Edinho; Marcinho, Romarinho e Kieza. Técnico: Rogério Ceni.

O post Chape e Fortaleza fazem duelo pela parte de baixo da tabela no Brasileiro apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Everaldo vê jogo equilibrado contra o Fla e afirma que time sentiu o calor do Rio

Flamengo abriu 2 a 0 e tomou gol no final do jogo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

A Chapecoense até chegou a assustar com um gol de Gum nos acréscimos do segundo tempo, porém não foi suficiente para evitar o revés contra o Flamengo pelo placar de 2 a 1 no Maracanã. Na saída do gramado, o centroavante Everaldo lamentou o placar, ressaltando que em sua visão o jogo foi equilibrado. O jogador também destacou que o calor foi um fator que atrapalhou o andamento do jogo.

“Eu vi um jogo muito parelho, ambas as equipes tiveram oportunidades para marcar, mas o Flamengo foi mais efetivo. Está muito calor aqui no Rio também, mas claro que estava calor para as duas equipes. Nós que viemos do sul sentimos mais, porém isso não é desculpa. Agora precisamos trabalhar e focar no próximo jogo, contra o Fortaleza”, analisou o atacante.

Everaldo é um destaques da Chape até o momento na Série A. O centroavante já tem três gols na competição, sendo dois deles contra o Internacional, na primeira rodada, e outro contra o Athletico Paranaense, na terceira.

Depois de quatro jogos disputados, a Chapecoense tem quatro pontos somados na competição. Na próxima rodada, o time catarinense recebe o Fortaleza na Arena Condá, no domingo que vem, às 16h.

O post Everaldo vê jogo equilibrado contra o Fla e afirma que time sentiu o calor do Rio apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Flamengo bate a Chapecoense no Maracanã

Vitinho abriu o placar no Maraca; Diego perdeu pênalti e Chape deu susto no fim(Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Apesar do resultado apertado, o Flamengo não encontrou muita dificuldade para derrotar a Chapecoense por 2 a 1 , em partida disputada na manhã deste domingo, no Maracanã. O resultado fez o Rubro-negro da Gávea chegar aos sete pontos ganhos e chegar, provisoriamente, à quarta colocação do Campeonato Brasileiro.

A Chapecoense segue com quatro pontos ganhos, na 12ª colocação. Os gols foram marcados por Vitinho, no primeiro tempo e Lincoln , na etapa final. Gum descontou para a equipe visitante nos acréscimos do segundo tempo.
O Flamengo até poderia ter ampliado a diferença, mas Diego ainda desperdiçou uma penalidade máxima no final da etapa inicial. O goleiro Tiepo fez grande defesa.

Escalado com uma equipe alternativa, a equipe dirigida por Abel Braga predominou durante os 90 minutos e não permitiu que a equipe de Chapecó sequer criasse condições para ameaçar a sua tranquila vitória. A Chapecoense entrou organizado para se defender, mas sofreu um gol logo no início, o que desmontou o esquema montado por Ney Franco para segurar o adversário. A equipe catarinense só conseguiu marcar quando já não havia mais tempo para reagir.

Na próxima rodada, o Flamengo vai enfrentar o Atlético-MG, no Independência; A Chapecoense vai receber o Fortaleza, na Arena Condá.

O jogo – Diante de mais de 60 mil presentes ao estádio no Dia das Mães, o Flamengo começou a partida no ataque, tentando imprensar a Chapecoense contra seu campo, mas foi o time de Santa Catarina que criou o primeiro momento de perigo aos três minutos, quando Everaldo recebeu de Renato e mandou uma bomba, tirando tinta da trave defendida por Diego Alves.

Aos sete minutos, no primeiro ataque organizado,o Flamengo marcou. Trauco fez ótimo lançamento para Vitinho que tocou na saída do goleiro Tiepo. Mesmo com a vantagem, a equipe dirigida por Abel Braga seguiu controlando as ações e buscando ampliar a vantagem. Aos 19 minutos, Diego bateu falta, na entrada da área, e assustou o goleiro Tiepo, mas a bola saiu.

A Chapecoense não conseguia sair da pressão imposta pelo rubro-negro e seus atacantes quase não eram acionados. Só aos 25 minutos é que o time de Chapecó apareceu na área em cabeçada de Renato que Diego Alves defendeu sem dificuldades.

O panorama não se alterou depois da parada técnica com o Flamengo controlando as ações e a Chapecoense sem encontrar espaços para organizar os seus ataques. Só aos 33 minutos é que Diego Alves voltou a trabalhar, defendendo um chute fraco de Régis. O Flamengo respondeu com um cruzamento fechado de Trauco que obrigou o goleiro Tiepo a sair do gol para afastar o perigo.

A partida caiu muito de ritmo com os dois times correndo menos por causa do calor, o que causou irritação em parte da torcida rubro-negra que queria mais intensidade da sua equipe. Aos 40 minutos, Vitinho passou para Diego que arriscou o chute, mas Tiepo não teve trabalho para fazer a defesa.

Aos 44 minutos, Bruno Pacheco derrubou Lincoln na área. Pênalti que Diego desperdiçou, chutando rasteiro. O goleiro Diego fez defesa parcial e depois voltou a fazer outra grande intervenção em conclusão do mesmo Diego.

Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo e o Flamengo ampliou a vantagem, logo aos cinco minutos. O volante Ronaldo se projetou ao ataque e cruzou para a entrada de Lincoln que não teve trabalho para enviar a bola para as redes de Tiepo.

Mesmo depois de marcar o segundo gol, o time da Gávea não tirou o pé do acelerador e seguiu pressionando para ampliar a vantagem. Logo depois de sofrer o segundo gol, o técnico Ney Franco tentou dar novo fôlego ao seu time colocando Elicarlos e Arthur Gomes nas vagas de Alan Ruschell e Régis.

E Arthur Gomes teve a chance de reduzir a vantagem da equipe carioca ao receber na área, em condições de finalizar, mas o zagueiro Thuler chegou para travar a conclusão e evitar que o atacante conseguisse chutar. Aos 25 minutos, o goleiro Tiepo voltou a aparecer bem ao defender um chute forte de Lincoln que recebeu bom passe de Vitinho.

O Flamengo reclamou da não marcação de um pênalti aos 30 minutos, quando Lincoln cabeceou e a bola bateu na mão do zagueiro Gum, mas nada foi marcado, nem o árbitro do VAR viu nada de irregular no lance. Bruno Henrique ainda desperdiçou a chance de ampliar aos 33 minutos quando foi lançado por Diego, mas acabou bloqueado por Gum quando estava diante de Tiepo.

Aos 37 minutos, Diego Alves praticou sua primeira grande defesa quando Eli Carlos chutou e Rildo desviou no meio do caminho, dificultando a ação do goleiro rubro-negro. Aos 47 minutos, após cobrança de escanteio, o experiente Gum subiu mais alto do que a zaga carioca e cabeceou para marcar o gol da Chapecoense.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-RJ 2 X 1 CHAPECOENSE-SC
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 12 de maio de 2019 (Domingo)
Horário: 11h(de Brasília)
Público: 61. 023 presentes
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
VAR: Leandro Pedro Vuaden(RS)
Cartão Amarelo:Diego (Fla); Bryan, Alan Ruschell, Bruno Pacheco (Chape)
Gols:
FLAMENGO: Vitinho, aos sete minutos do primeiro tempo; Lincoln, aos cinco minutos do segundo tempo
CHAPECOENSE: Gum aos 47 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: César, Rodinei, Thuler, Rodrigo Caio e Trauco; Piris da Motta, Ronaldo e Diego(Éverton Ribeiro);Berrio(Bill), Vitinho(Bruno Henrique) e Lincoln
Técnico: Abel Braga

CHAPECOENSE: Tiepo, Bryan, Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Augusto e Alan Ruschel(Elicarlos); Renato(Rildo), Everaldo e Régis(Arthur Gomes)
Técnico: Ney Franco

O post Flamengo bate a Chapecoense no Maracanã apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva