Joel Carli pede manutenção do estilo de jogo contra o Palmeiras

O Botafogo já retornou ao Rio de Janeiro, nesta quinta-feira, após a vitória sobre o Sol de América-PAR, em Assunção, pela Sul-Americana. O foco dos alvinegros passa a ser o Palmeiras, adversário deste sábado, no Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro. Mesmo contra o líder da Série A, o zagueiro Joel Carli destacou que os cariocas devem manter o estilo de jogo.

“Não podemos mudar, estamos caprichando para isso. Lógico que temos que ajustar detalhes. Sabemos da força do Palmeiras, mas vamos jogar na nossa casa e irem os em busca da vitória”, disse.

Joel Carli falou sobre como o Botafogo pode melhorar para sair de campo com a vitória no fim de semana.

“O ideal seria ter a posse de bola e conseguir um pouco mais de profundidade, finalizações. Temos que colocar nossos atacantes em posição de marcar. Sabemos que estamos tendo problema com isso. Vamos corrigir isso nos trabalhos, mas com as viagens a gente treina menos”, declarou o zagueiro.

O Botafogo ocupa a sétima posição do Campeonato Brasileiro e um bom resultado contra o Palmeiras vai fazer a equipe se reaproximar dos líderes da Série A.

O post Joel Carli pede manutenção do estilo de jogo contra o Palmeiras apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Botafogo tem problemas para encarar o Palmeiras

Passado o confronto com o Sol de América, triunfo por 1 a 0 pela Copa Sul-America, o Botafogo já tem como foco o embate com o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro. O jogo, válido pela sexta rodada da competição, acontece neste sábado às 16h (de Brasília), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. O técnico Eduardo Barroca terá problemas para montar o time.

Na zaga o desfalque fica por conta de Joel Carli. O argentino foi advertido com o terceiro cartão amarelo na derrota de 1 a 0 para o Goiás, na rodada passada, e agora cumpre suspensão. Marcelo Benevenuto entra no setor, compondo dupla de zaga com Gabriel.

Eduardo Barroca terá problemas para escalar o Botafogo (Foto: Reprodução/Twitter)

Outro desfalque importante é Erik. O atacante está impossibilitado de ir a campo por uma clausula contratual, uma vez que seus direitos federativos pertencem ao Palmeiras. Rodrigo Pimpão, que sequer viajou ao Paraguai por conta de uma entorse no tornozelo direito, tenta se recuperar para formar dupla com Diego Souza no ataque. Sem ele, Barroca pode fortalecer o meio-de-campo promovendo a entrada do veloz Luiz Fernando ou escalar o jovem centroavante Igor Cássio, o que é pouco provável.

A boa notícia fica pelo aproveitamento do goleiro Gatito Fernández, que não terá mais que se apresentar à seleção paraguaia antes do dia 3 de junho. Ele faz parte da lista de pré-convocados para a disputa da Copa América de junho, que será realizada no Brasil.

A definição do time que vai a campo começa a acontecer nesta sexta-feira, uma vez que a delegação botafoguense só voltou ao Brasil nesta quinta-feira.

O duelo contra o Palmeiras estava anteriormente previsto para o Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ). Porém o Glorioso, em apuros financeiros, vendeu o mando de campo a organizadores em troca de R$ 650 mil. Com nove pontos conquistados no Campeonato Brasileiro, o Botafogo tenta se recuperar da derrota de domingo para o Goiás e assim tentar voltar ao G-6, a zona de classificação para a Copa Libertadores.

O post Botafogo tem problemas para encarar o Palmeiras apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Erik promete que Botafogo não vai se acomodar após vitória

Erik foi o autor do gol da vitória do Botafogo (Foto: Norberto Duarte/AFP)

Com o gol marcado diante do Sol de América, nesta quarta-feira, o atacante Erik assumiu a liderança da artilharia da Copa Sul-Americana com quatro gols. Na próxima partida, no estádio Nilton Santos, o Botafogo só vai precisar de um empate para seguir na competição, mas Erik garante que o Alvinegro de General Severiano vai buscar outra vitória.

Em entrevista ao canal Dazn, o atacante alvinegro disse que o Botafogo sempre vai procurar vencer porque o objetivo da equipe é sempre buscar a vitória. Para o artilheiro, muitas vezes o time não consegue as coisas com técnica e nessas horas, a raça tem sido o componente principal da equipe nas competições que disputa na atual temporada.

Em relação ao gol que decidiu o jogo, Erik disse que teve sorte de estar na hora certa e no lugar certo. “Fui feliz na bola que sobrou e peguei bem”, afirmou.

Erik espera que a torcida botafoguense compareça em grande número ao Nilton Santos para incentivar a equipe na partida da volta e disse que, apesar da vantagem, o pensamento dos jogadores é sempre vencer. “Quem veste essa camisa não pode pensar em outro resultado”.

O atacante está fora da próxima partida do Botafogo pelo Campeonato Brasileiro. O Alvinegro enfrenta o Palmeiras, sábado, no Mané Garrincha e o artilheiro não pode atuar porque foi emprestado pelo clube paulista. Além de Erik, o técnico Eduardo Barroca também não poderá contar com o zagueiro Joel Carli que recebeu o terceiro cartão amarelo na derrota para o Goiás. Marcelo Benevenuto deve ser o substituto do argentino, enquanto Luiz Fernando é o mais cotado para entrar na vaga de Erik.

O post Erik promete que Botafogo não vai se acomodar após vitória apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Com gol de Erik, Botafogo bate Sol de América no Paraguai

O Botafogo derrotou o Sol de América por 1 a 0 em partida disputada na noite desta quarta-feira, em Vila Elisa, no Paraguai, na abertura da segunda fase da Copa Sul-Americana. O gol foi marcado por Erik, no segundo tempo, e agora o Alvinegro de General Severiano pode até empatar no jogo da volta que será disputado no próximo dia 29, no estádio Nilton Santos. A vitória da equipe paraguaia pelo mesmo placar levará a decisão para a disputa de pênaltis.

O Botafogo não precisou realizar uma grande atuação para conseguir o resultado positivo. A equipe do Sol de América mostrou pouca qualidade técnica e ainda perdeu um jogador expulso na metade do primeiro tempo. O time carioca também teve um jogador expulso nos acréscimos. O volante Jean recebeu cartão vermelho, logo após entrar em campo e atingir um adversário em sua primeira participação na partida.

O jogo – A partida começou em ritmo lento e o primeiro momento de perigo só aconteceu aos seis minutos quando Villagra arriscou, de longe, e encobriu o travessão defendido por Gatito Fernández. O Botafogo só apareceu na área da equipe paraguaia aos 12 minutos quando Leo Valencia investiu pela direita e cruzou para a conclusão de Alex Santana, mas a conclusão foi bloqueada pela zaga do Sol de América.

O time da casa respondeu com uma cobrança de falta executada por Jordan, mas Cícero evitou que Portillo tivesse condições de finalizar. Aos 19 minutos, o zagueiro Gabriel levantou demais o pé dentro da área, atingiu o atacante Villagra e o árbitro marcou pênalti. Clar bateu forte e a bola se chocou com o travessão, frustrando a torcida da equipe do Paraguai.

Mesmo com o pênalti desperdiçado, o Sol de América continuou pressionando e Gatito Fernândez salvou o Botafogo aos 25 minutos ao desviar para escanteio um chute forte de Rui Diaz. O Botafogo seguia pressionado e não consegua organizar jogadas ofensivas. Erik e Diego Souza só conseguiam participar do jogo quando recuavam para participar da armação.

Aos 32 minutos, Pardo fez falta violenta sobre Fernando, recebeu o segundo cartão amarelo e foi excluído da partida, deixando a equipe da casa com dez jogadores. Logo depois, o Botafogo criou a primeira grande chance de gol quando Leo Valencia cruzou da direita e Gabriel cabeceou com muito perigo.

Mesmo com um jogador a mais, o Alvinegro de General Severiano encontrava muita dificuldade de construir jogada de perigo para o gol defendido por Escobar. Só nos acréscimos é que o Botafogo teve uma real chance para marcar, mas o chute de Diego Souza, que recebeu livre na área, acabou sendo desviado pelo goleiro Escobar.

O Sol de América voltou agressivo para o segundo tempo e, logo aos seis minutos, criou dificuldades para a defesa do Botafogo quando Rui Diaz, de bicicleta, encobriu o travessão defendido por Gatito Fernández. O Botafogo respondeu dois minutos depois, quando Erik achou Alex Santana livre na área, mas o meia demorou a chutar e acabou bloqueado pela zaga da equipe paraguaia.

Aos dez minutos, o time dirigido por Eduardo Barroca desperdiçou uma grande oportunidade para abrir o marcador. Erik recebeu livre na área, tentou driblar o goleiro Escobar e perdeu o ângulo., Mesmo assim , o atacante cruzou para Diego Souza que cabeceou para o gol, mas Clar salvou em cima da linha. A bola ainda sobrou para Alex Santana que tentou de voleio e mandou para fora.

Mesmo inferiorizado numericamente, o Sol de America tentava controlar as ações e, aos 12 minutos, Richard Franco que entrou durante o segundo tempo, mandou a bomba, mas a bola passou longe do gol defendido por Gatito Fernández.

O jogo voltou a ficar equilibrado e só aos 21 minutos, o Botafogo voltou a aparecer na área em cruzamento de Eric para Diego Alves, mas o goleiro Escobar saiu com precisão e mandou o perigo para longe. O técnico Eduardo Barroca decidiu modificar o esquema do Botafogo colocando o volante Gustavo Bochecha na vaga do meia Cícero, enquanto o atacante Luiz Fernando entrou no lugar do meia João Paulo.

Aos 27 minutos, o Botafogo marcou o primeiro gol. Gilson cruzou da esquerda, o goleiro Escobar saiu mal e a bola sobrou para Erik que não teve muito trabalho para colocar a bola nas redes. Sem outra alternativa, o time da casa tentou adiantar suas linhas para buscar o empate. Aos 32 minutos, o lateral Clar recebeu de Portillo, invadiu a área e bateu por cima, assustando o goleiro alvinegro. Logo depois foi a vez de Edgar Ferreira aparecer na área para tentar o empate, mas o Gabriel bloqueou o chute e impediu o gol.

O Botafogo só voltou a ameaçar aos 36 minutos quando Erik cruzou para Diego Souza na área, mas a zaga paraguaia impediu a conclusão do atacante alvinegro. Para defender a vantagem, Barroca colocou o volante Jean no lugar do meia Leo Valencia. E, na sua primeira intervenção, o jogador do Botafogo recebeu cartão vermelho. O árbitro considerou que Jean atingiu um adversário com o braço e o expulsou de campo.

Em igualdade de condições, o Sol de América partiu para buscar a igualdade nos minutos finais. Aos 43 minutos, os jogadores paraguaios pediram a marcação de um pênalti depois que uma bola cruzada na área botafoguense bateu na mão do zagueiro Gabriel, mas a arbitragem nada marcou. O Botafogo escapou de sofrer o gol do empate aos 48 minutos quando Villagra chutou e a bola passou bem perto da trave defendida por Gatito Fernândez que não tinha qualquer chance de defesa. Nos minutos finais, o Alvinegro tocou a bola e garantiu o resultado.

FICHA TÉCNICA
SOL DE AMÉRICA-PAR 0 X 1 BOTAFOGO-BRA

Local: Estádio Luis Alfonso Giagni, em Villa Elisa (Paraguai)
Data: 22 de maio de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 19h15(de Brasília)
Árbitro: German Delfino (Argentina)
Assistentes: Lucas Germanotta (Argentina) e Pablo González (Argentina)
Cartão Amarelo: Pardo, Villalba(Sol); Fernando, Cícero(Bota)
Cartão Vermelho: Pardo(Sol de América); Jean(Bota)
GOL:
BOTAFOGO: Erik, aos 27 minutos do segundo tempo

SOL DE AMÉRICA: Escobar, Velázquez (Acuña), Portillo, Villalba e Walter Clar; Edgar Ferreira, Fredes (Richard Franco), Jourdan e Ruiz Díaz (Otazú) ; Pardo e Villagra
Técnico: Javier Sanguinetti

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Fernando, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Alex Santana, Cícero (Gustavo Bochecha), Leo Valencia (Jean)e João Paulo (Luiz Fernando); Erik e Diego Souza
Técnico: Eduardo Barroca

O post Com gol de Erik, Botafogo bate Sol de América no Paraguai apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Botafogo visita o Sol de América pela segunda fase da Sul-Americana

Barroca espera bom desempenho do Botafogo (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

O Botafogo visita o Sol de América nesta quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), no Estádio Luis Alfonso Giagni, em Villa Elisa, no Paraguai, em choque válido pela rodada de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. A competição é considerada uma prioridade para o Alvinegro, que fez bonito na primeira etapa, eliminando com folga o Defensa Y Justicia com direito a uma vitória de 3 a 0 na Argentina, após triunfo por 1 a 0 no Brasil.

O Alvinegro que eliminou os argentinos mudou muito em relação aquele jogo. O comando técnico, por exemplo, passou das mãos de Zé Ricardo, demitido após a eliminação na Copa do Brasil para o Juventude, para Eduardo Barroca. O treinador tem tido um desempenho positivo. Apesar da derrota de 1 a 0 para o Goiás no fim de semana, o Glorioso soma nove pontos no Campeonato Brasileiro e tem conseguido fazer bons jogos, mas peca quando o assunto é criação.

Ciente de que é preciso criar oportunidades neste jogo, Barroca espera progressos. “Nós precisamos melhorar em alguns aspectos. Controlamos alguns jogos e não conseguimos transformar isso em gols. Não estamos tendo oportunidades proporcionais ao volume de jogo que apresentamos e espero que isso melhore contra o Sol de América, pois quando tivermos espaço vamos ter que saber aproveitar”, avisou o treinador.

Os botafoguenses estão esperando problemas após serem alertados pelo goleiro paraguaio Gatito Fernández. O arqueiro defendeu por anos o Cerro Porteño e conhece muito bem o oponente.

“O Sol de América é um time perigoso, muito forte em seu estádio. Jogar no campo deles é sempre muito complicado. Um campo menor, mais apertado. Não estamos tão acostumados com este campo no futebol brasileiro. Mas o Botafogo tem condições de fazer um bom jogo e conseguir um resultado positivo. Para isso vai precisar jogar bem concentrado e pensando apenas naquilo que está acontecendo dentro de campo”, disse Gatito.

Equipe paraguaia tenta surpreender equipe brasileira (Foto: Divulgação/Sol de América)

Para este compromisso o Botafogo vai manter a base que vinha atuando. O atacante Diego Souza, apesar de ter sofrido uma pancada na cabeça contra o Goiás, fez tomografia e nada acusou em termos de lesão, sendo liberado para o jogo. O lateral-direito Marcinho, hoje reserva, fica de fora dos relacionados por ter que cumprir suspensão, já que foi expulso diante do Defensa Y Justicia. Outro ausente é o atacante Rodrigo Pimpão, que se recupera de entorse no tornozelo esquerdo.

Pelo lado do Sol de América, se for analisados os resultados recentes, é difícil de acreditar que ele possa criar grandes dificuldades. No fim de semana o time se despediu do Campeonato Paraguaio de maneira sofrida, perdendo em casa por 1 a 0 para o Cerro Porteño e ficando com a oitava colocação apenas.

Na própria Copa Sul-Americana, na primeira fase, o time penou para eliminar o modesto Mineros de Guayana da Venezuela nos pênaltis após os dois times trocarem triunfos por 1 a 0 como mandantes. O objetivo do técnico Javier Sanguinetti é chegar vivo ao jogo de volta, marcado para a quarta-feira da próxima semana no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

“Nós precisamos fazer uso do fator campo e ganhar o jogo, para buscarmos o resultado com mais tranquilidade no Brasil, onde é sempre complicado ganhar”, disse César Villagra, treinador do Sol de América.

O treinador do time paraguaio não confirmou oficialmente a escalação, mas vai manter a base que vinha atuando no Campeonato Paraguaio e na Copa Sul-Americana. O jogador considerado mais perigoso é o centroavante César Villagra, que terminou o torneio local como um dos goleadores.

FICHA TÉCNICA
SOL DE AMÉRICA-PAR X BOTAFOGO-BRA

Local: Estádio Luis Alfonso Giagni, em Villa Elisa (Paraguai)
Data: 22 de maio de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: German Delfino (Argentina)
Assistentes: Lucas Germanotta (Argentina) e Pablo González (Argentina)

SOL DE AMÉRICA: Rubén Escobar, Walter Clar, Milciades Portillo, Iván Villalba e Gustavo Alberto Velázquez; Luis Ortiz, Rodrigo Ruiz Díaz, Edgar Ferreira, Hernán Fredes e Federico Jourdan; César Villagra
Técnico: Javier Sanguinetti

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Fernando, Joel Carli, Gabriel e Jonathan; Gustavo Bochecha, Alex Santana, Cícero e João Paulo; Erik e Diego Souza
Técnico: Eduardo Barroca

O post Botafogo visita o Sol de América pela segunda fase da Sul-Americana apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Botafogo viaja com desfalques para o Paraguai

Botafogo embarcou nesta terça-feira rumo ao duelo na Copa Sul-Americana (Foto: Divulgação)

A delegação do Botafogo viajou para Assunção, no Paraguai, onde encara nesta quarta-feira o Sol de América-PAR, no confronto de ida pela Segunda Fase da Copa Sul-Americana. Para esta partida, o técnico Eduardo Barroca sabe que não poderá contar com dois jogadores. O lateral direito Marcinho e Rodrigo Pimpão, que ficaram no Rio de Janeiro.

Marcinho está suspenso por ter sido expulso contra o Defensa Y Justicia-ARG, na Primeira Fase. O lateral foi punido por dois jogos pela Conmebol e não poderá enfrentar os paraguaios no duelo da volta, no Nilton Santos.

Já Rodrigo Pimpão virou desfalque de última hora. O atacante sofreu uma entorse no joelho no fim de semana, na derrota para o Goiás, pelo Campeonato Brasileiro. O jogador foi vetado pelo departamento médico e ficou na capital carioca para se recuperar do problema físico.

Quem viajou normalmente foi o atacante Diego Souza, que saiu de campo no Serra Dourada após um choque de cabeça. Após exames médicos, o jogador foi liberado para seguir com a delegação alvinegra.

O post Botafogo viaja com desfalques para o Paraguai apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva