Botafogo garante foco no Brasileiro e nega desânimo


Equipe foi eliminada na Copa Sul-Americana (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

A eliminação para o Atlético-MG nas oitavas de final da Copa Sul-Americana, que veio com uma derrota de 2 a 0 em Minas Gerais, já faz parte do passado no Botafogo. Afinal de contas, o time precisa se concentrar no Campeonato Brasileiro, pois, com 16 pontos, tem dois desafios: afastar-se ainda mais do risco de rebaixamento e ingressar na zona de classificação para a Copa Libertadores, o chamado G-6.

Na visão do técnico Eduardo Barroca e dos jogadores, não há nenhum desânimo e a ordem é projetar o futuro.

“Vamos trabalhar ainda mais pois sabemos que podemos muito bem voltar a conquistar bons resultados. É importante seguirmos nos esforçando como temos feito. Posso assegurar que o Botafogo ainda pode render mais e que quando interrompermos esta sequência negativa as coisas vão melhorar”, disse Barroca.

Os jogadores concordam.

“No fim de semana temos um jogo importante pelo Campeonato Brasileiro e uma possibilidade de reagirmos. É nisso que precisamos ganhar”, disse o lateral-esquerdo Gilson.

O próximo desafio será neste domingo, quando a equipe visita o Avaí a partir das 19h(de Brasília), na Ressacada, em Florianópolis (SC), pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Como a quinta-feira foi de trabalho regenerativo, apenas nesta sexta-feira que Barroca começa a projetar a escalação.

O post Botafogo garante foco no Brasileiro e nega desânimo apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Gilson lamenta chances perdidas pelo Botafogo contra o Atlético-MG

O lateral-esquerdo Gilson lamentou a derrota do Botafogo para o Atlético-MG e a consequente eliminação da Copa Sul-Americana. Em entrevista ao canal DAZN, o jogador do Alvinegro de General Severiano considerou justa a vitória do Galo porque a equipe mineira soube aproveitar as chances que surgiram durante a partida.

“Controlamos o jogo, principalmente, no primeiro tempo, tivemos chances para marcar, mas infelizmente não fomos felizes”, comentou

Gilson classificou o resultado como uma derrota dolorosa, mas garantiu que a equipe não vai perder o foco porque está disputando uma competição importante como o Campeonato Brasileiro e precisa de bons resultados para melhorar sua posição na classificação.

O post Gilson lamenta chances perdidas pelo Botafogo contra o Atlético-MG apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Galo confirma favoritismo, bate o Botafogo e avança na Copa Sul-Americana

Atlético confirmou a classificação com gols de Fábio Santos e Vina (Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP)

Após vencer o primeiro confronto, por 1 a 0, no Engenhão, na última semana, o Atlético voltou a triunfar, por 2 a 0, no Independência, na noite desta quarta-feira, em confronto que valeu a classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana.

O Botafogo conseguiu fazer um primeiro tempo bom, agrediu o Atlético, mas viu o time da casa igualar a situação após os 20 minutos. A etapa complementar foi inteira do Galo que fez o resultado inteiro nos últimos 15 minutos de partida.

Pela Copa Sul-Americana, o Galo enfrenta agora nas quartas o La Equidad, em duelo com dia e data ainda a ser definido. Pelo Brasileirão, o Atlético terá o Cruzeiro pela frente, no Independência, às 19h (de Brasília).

Primeiro tempo

O Botafogo chegou para a partida com um grande problema: sem Joel Carli, expulso, restou apenas um zagueiro para mandar a campo. Os outros foram emprestados ou estão contundidos.

No entanto, a postura do Fogão surpreendeu. Desde o primeiro minuto, o time carioca se mandou para o ataque. Mas não foi no futebol que a partida esquentou primeiro. Atletas das equipes se desentenderam nos cinco primeiros minutos de jogo e precisaram ser contidos.

O Botafogo conseguiu dominar o meio de campo. O motivo era simples de entender: Cícero contribuía com o técnico Eduardo Barroca e jogava na zaga. Mas era basicamente um coringa e com ótima capacidade técnica para ocupar espaços no meio campo.

Diante disso, o Atlético deveria aproveitar esses espaços que eram dados, mas não conseguia. Com isso, o Glorioso seguia mais forte do meio para frente e espremia o Galo em seu campo defensivo. Embora fosse uma pressão, o time do Rio de Janeiro não tinha chances na cara do gol, mas arriscou dois chutes de longa distância e pelo menos um deles, com Cícero assustou.

Após os 25 minutos o Galo mudou o panorama da partida. A equipe conseguiu pressionar a saída de bola e isso contribuiu favoravelmente. Jair cresceu na partida e conseguia desarmar próximo a área do Glorioso. Com isso, o Atlético criou duas boas oportunidades, uma delas com Chará, mas a finalização não saiu.

O Atlético, porém, seguiu melhor até o fim da etapa inicial. No finalzinho do jogo, em cobrança de falta, o Fogão acertou a trave do Galo, mas não conseguiu nada além.

Segundo tempo

Na etapa final, o Atlético voltou superior. O time da casa contava com mais qualidade no meio campo e o Botafogo, por sua vez, já não tinha forças para agredir o time mineiro.

Aos 14, em chute no cantinho, Otero tentou o gol, mas não conseguiu. O Atlético era muito melhor, não dava espaços para o Botafogo e sempre estava no ataque, criando oportunidades.

Aos 28 o Galo conseguiu um pênalti. Em ótima jogada de Jair, o volante entrou na área, driblou dois adversários, mas foi tocado e caiu. Na cobrança, Fábio Santos mandou forte no alto e não deu chances para Gatito.

Minutos depois, o Botafogo se mandou com tudo e deu espaços para o Galo. E neles o Atlético aproveitou para ampliar. Aos 40, Ricardo Oliveira recebeu a bola na frente e chutou. A defesa tirou, mas o meia Vinícius Góes pegou o rebote e mandou para o fundo das redes para dar números finais.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG-BRA 2 X 0 BOTAFOGO-BRA

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 31 de julho de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Wilton Sampaio (Brasil)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (Brasil) e Bruno Pires (Brasil)

Cartões: Vinícius, Jair (Atlético); Luiz Fernando (Botafogo)
Gols: Fábio Santos, aos 31 do segundo tempo, Vinícius, aos 40, do segundo tempo (Atlético)

ATLÉTICO-MG: Cleiton, Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Jair (José Welison), Elias, Rómulo Otero (Geuvânio), Vinicius e Yimmi Chará (Luan); Ricardo Oliveira
Técnico: Rodrigo Santana

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho, Marcelo Benevenuto, Cícero e Gilson, Gustavo Bocheca (Igor Cássio), João Paulo (Alan Santos), Alex Santana, Rodrigo Pimpão (Leonardo Valência), Luiz Fernando, Diego Souza.
Técnico: Eduardo Barroca

O post Galo confirma favoritismo, bate o Botafogo e avança na Copa Sul-Americana apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Bragantino empata com Cuiabá, mas ainda lidera com três pontos de vantagem

Em partida movimentada nesta terça-feira, válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, Bragantino e Cuiabá ficaram em um empate por 2 a 2, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Edimar e Ytalo fizeram para os mandantes, enquanto Jean Patrick e Rodolfo marcaram para os visitantes.

Bragantino tem vantagem de três pontos na liderança (Foto: Divulgação/Cuiabá)

A primeira etapa começou movimentada. Logo aos nove minutos, Alê encontrou Jean Patrick dentro da área, que passou pelo meio de dois marcadores e bateu cruzado, fazendo um belo gol. Na sequência, o Bragantino chegou ao empate com um golaço de Edimar. O lateral-esquerdo ex-São Paulo bateu falta lateral pela direita direto do gol, encobrindo Victor Souza.

O time mandante chegou à virada ainda no primeiro tempo. Ytalo aproveitou desatenção da zaga do Cuiabá, invadiu a área e bateu cruzado, fazendo seu sétimo gol na Série B. Os visitantes não diminuíram o ritmo e deixaram tudo igual, com Rodolfo. O atacante aproveitou presente de Thiago Ribeiro, que tentou recuar de cabeça e entregou a bola para o jogador adversário. Rodolfo saiu na cara de Júlio Cesar e colocou a bola no canto.

Com o ponto somado nesta terça-feira, o Bragantino chegou a 27, na liderança da competição, a três pontos do líder Atlético-GO. Na próxima rodada, o time visita o Guarani, na sexta-feira, às 21h30, fora de casa. Enquanto isso, o Cuiabá permaneceu na 11ª colocação, com 17 pontos conquistados. O próximo compromisso da equipe será contra o CRB, fora de casa, no sábado, às 19h.

FICHA TÉCNICA
BRAGANTINO 2 X 2 CUIABÁ

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data: 30 de julho de 2019, terça-feira
Horário: 21h30 (Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira e Leonardo Henrique Pereira (ambos de MG)
Cartões amarelos: Barreto, Roberson, Claudinho (Bragantino); Alê, Escobar (Cuiabá)
Público: 4.289 pagantes / Renda: R$ 30.885,00

Gols: Jean Patrick (Cuiabá, 9 minutos do 1º tempo), Edimar (Bragantino, 22 minutos do 1º tempo), Ytalo (Bragantino, 43 minutos do 1º tempo) e Rodolfo (Cuiabá, 3 minutos do 2º tempo)

 

BRAGANTINO: Júlio César; Aderlan, Ligger, Léo Ortiz e Edimar; Uillian Correia, Barreto e Ytalo; Claudinho, Roberson (Matheus Peixoto) e Thiago Ribeiro (Morato)
Técnico: Antônio Carlos Zago

CUIABÁ: Victor Souza, Léo (Jonas), Leandro Souza, Anderson Conceição e Paulinho; Escobar, Djavan, Jean Patrick (Hugo Cabral) e Felipe Marques, Alê; Junior Todinho (Rodolfo)
Técnico: Itamar Schulle

O post Bragantino empata com Cuiabá, mas ainda lidera com três pontos de vantagem apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva

Em vantagem, Galo recebe o Botafogo na decisão da Sul-Americana

Galo recebe o Botafogo no Independência (Foto: Bruni Cantini/CAM)

O segundo round do duelo brasileiro nas oitavas de final da Copa Sul-Americana será nesta quarta-feira, às 21h30(de Brasília), quando Atlético-MG e Botafogo se enfrentam na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG). No confronto de ida, no Rio de Janeiro, o Galo ganhou por 1 a 0 e agora tem a vantagem do empate para poder se classificar. Os cariocas precisam devolver o 1 a 0 para forçar a disputa de pênaltis. Qualquer outro triunfo dá a vaga aos botafoguenses, já que os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate.

Apesar do mau resultado no confronto de ida, os jogadores do Botafogo, dirigidos pelo técnico Eduardo Barroca, ainda sonham com a classificação.

“Entendemos que a disputa não acabou. A primeira partida foi marcada pelo equilíbrio, como acredito que seja este segundo duelo. O nosso pensamento é o de lutar até o fim pela vaga nas quartas de final”, disse o atacante Diego Souza.

O pensamento no Atlético também é o de que a disputa está em aberto, como faz questão de sinalizar o técnico Rodrigo Santana.

“A disputa está em aberto. A nossa única vantagem foi ter conseguido fazer um gol fora de casa. Ganhamos o jogo, mas não podemos cometer muitos erros pois o Botafogo é um adversário qualificado. A nossa margem de erro precisa ser pequena”, salientou Rodrigo Santana.

O discurso foi bem assimilado pelos seus jogadores. “Vamos entrar em campo como se apenas a vitória interessasse ao nosso time. O Botafogo é muito perigoso e merece respeito”, confirmou o zagueiro Igor Rabello.

Para lidar com esta atitude do Galo, o Botafogo promete muita personalidade. “Vamos jogar com o pensamento de que, colocando em prática aqulo que pensamos, podemos ganhar o jogo”, alertou o atacante Rodrigo Pimpão.

Para este compromisso o Botafogo tem na zaga seu maior problema. Gabriel não pode atuar por ainda ter seus direitos federativos ligados ao Galo, enquanto que o argentino Joel Carli cumpre suspensão por ter sido expulso na ida. Marcelo Benevenuto é o único zagueiro à disposição, já que Kanu não foi inscrito. Assim, o volante Jean será improvisado no posto.

Pelo lado do Galo, Rodrigo Santana vai manter a base do confronto de ida.

Quem avançar do duelo entre Atlético e Botafogo vai cruzar nas quartas de final com o La Equidad da Colômbia, que eliminou nas oitavas, sem maiores sustos, o Royal Pari da Bolívia, ganhando os dois embates por 2 a 1.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG-BRA X BOTAFOGO-BRA

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 31 de julho de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Wilton Sampaio (Brasil)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (Brasil) e Bruno Pires (Brasil)

ATLÉTICO-MG: Cleiton, Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Jair, Elias, Rómulo Otero, Vinicius e Yimmi Chará; Ricardo Oliveira
Técnico: Rodrigo Santana

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho, Marcelo Benevenuto, Jean e Gilson; Alex Santana, Cícero, João Paulo e Luiz Fernando; Rodrigo Pimpão e Diego Souza
Técnico: Eduardo Barroca

O post Em vantagem, Galo recebe o Botafogo na decisão da Sul-Americana apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Ler artigo completo
Fonte: Gazeta Esportiva